Novo presídio de SP será modelo para o País

O novo presídio que o governo federal promete construir em São Paulo este ano deverá ser o modelo futuro para todas as novas penitenciárias que venham a ser construídas no País. O presídio, com 400 vagas, deverá reunir o que existe de mais moderno em tecnologia, com câmeras, detectores de metal, raios-X e sistema para bloqueio de celular.O Ministério da Justiça quer implantar no novo presídio um tratamento aos presos que respeite todas as regras internacionais de direitos humanos. Será aberto um edital para a contratação de uma empresa privada de segurança, que terá de apresentar carcereiros e guardas treinados especificamente para trabalhar em penitenciárias.A secretária Nacional de Justiça, Elizabeth Süssekind, calcula em R$ 15 milhões os custos do novo presídio. O governo federal promete pagar 80% do valor e São Paulo vai arcar com os 20% restantes. O secretário de Administração Penitenciária, Nagashi Furukawa, afirmou que vai procurar um lote na capital, mas se não encontrar um local apropriado poderá escolher uma cidade do interior para construir o novo presídio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.