Novo secretário de segurança promete integrar as polícias

O delegado federal Luiz Fernando Corrêa assumiu nesta quarta-feira a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) prometendo ações coordenadas com os Estados. Segundo ele, a integração das polícias de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo poderá servir de modelo para o governo federal criar forças-tarefas regionais. "A criminalidade organizada tem mobilidade em todo o País, por isso se exige uma atuação de todos os órgãos", afirmou.Toda a cúpula da Polícia Federal, representantes de sindicatos e secretários de Segurança Pública de alguns Estados foram prestigiar o delegado, de 45 anos. Corrêa admite que terá uma tarefa dura pela frente, principalmente em relação ao crime organizado, que vem atacando policiais em São Paulo. "A situação atual exige do Estado uma ação tópica, uma reação às ações violentas de alguns grupos, mas isso não afasta a necessidade de continuarmos implantando o Sistema Único de Segurança Pública (Susp)", disse.Depois de voltar a defender uma "reforma radical no Poder Judiciário", o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, assegurou que a principal linha de ação de Corrêa será terminar a implantação do Susp, que considera o principal programa do governo na área de segurança. O ministro elogiou as iniciativas dos governadores que decidiram unir as polícias contra o crime organizado no Sudeste do País. "Nunca se teve uma integração como agora e as respostas são cada vez mais positivas", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.