Novo secretário dos Transportes já foi alvo de denúncias

O novo secretário dos Transportes já foi acusado de várias irregularidades no governo. No período em que era secretário do Abastecimento, no ano passado, a secretaria era alvo de denúncias, como compra de leite em pó e açúcar superfaturado e irregularidades no fornecimento de merenda nas escolas.Na época, vereadores fizeram um levantamento no qual ficou demonstrado que, enquanto a Prefeitura pagava R$ 7,08 pelo quilo do leite em pó da marca Popó, o leite da marca Sol, por exemplo, era encontrado por R$ 6,27 em supermercados. Diante das denúncias, a Prefeitura mudou os contratos.No caso da merenda, Tatto assinou contratos de compras de refeições para serem servidas nas escolas municipais. Os contratos foram considerados suspeitos pela própria Ouvidoria do Município, pois a quantidade servida no prato para as crianças era insuficiente.Em sua segunda pasta, a de Implementação das Subprefeituras, Tatto comandou o processo de criação das subprefeituras e programas como a fiscalização eletrônica da publicidade nas ruas, apelidada de "tigrão".

Agencia Estado,

25 de novembro de 2002 | 21h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.