Novos apostam nas sobreposições no Fashion Rio

Coleções homenageiam dos anos 70 ao centenário da imigração japonesa

Fabiana Cimieri, O Estadao de S.Paulo

14 de junho de 2008 | 00h00

A grife Espaço Fashion foi aplaudida de pé, no último dia do Fashion Rio. Carol Trentini abriu o desfile, com um vestido curto bege. Mas a coleção não trouxe novidades e seguiu as tendências: vestidos curtos e desestruturados, calças amplas e texturas artesanais. Além da malha, carro-chefe da marca, seda e linho.O bordado foi o ponto alto do desfile da baiana Luciana Galeão. Ela apostou nos vestidos longos e fluidos, com cintura marcada e frente única. Os grafismos tiveram espaço em bermudas de corte reto, camisetas mais soltas e vestidões.O Rio Moda Hype - desfiles de novos estilistas - abriu com seis grifes, que mostraram coleções que apostaram nas sobreposições. Renata Veras se inspirou nos anos 70, com um toque futurista. Tecidos pesados, como camurça e couro, deram forma a maiôs e biquínis. James Cesari apresentou moda masculina fresca e jovial, com regatas cavadas e sobrepostas e macacões e macaquinhos. As cores eram básicas: cinza, preto e branco. A cearense Melca Janebro veio com coleção romântica e feminina. Vestidinhos curtos e soltos, com muita renda, fendas e babados. A estilista também apostou no uso de camisas sob os vestidos mais decotados. As cores eram bege, rosa-goiaba e verde. A Meketref, das meninas recifenses Juliana Santos, Daniela Amorim e Bárbara Coruja, se inspirou nos desenhos japoneses da década de 80, como Changeman e Jaspion, para criar roupas um pouco mais estruturadas, com cores quentes, como azul e vermelho. Para os homens, silhuetas mais justas e secas tanto nas bermudas quanto nas calças. Uma boa surpresa foi a coleção de moda praia da catarinense Nana Garana, que trouxe maiôs e biquínis com recortes a laser e modelagens pouco convencionais. As calcinhas dos biquínis tinham a cintura alta e os sutiãs eram sobrepostos, misturando lisos com estampados. No desfile, batizado de Memórias Inventadas, a estilista investiu em cores como o cinza-escuro, rosa-goiaba e verde. Por fim, Fernanda Yamamotto desfilou a coleção From Japan, with Love, em que homenageia o centenário da imigração japonesa. Os looks, bem estruturados, ora pareciam uma desconstrução dos quimonos, ora lembravam as dobraduras de origami.O Fashion Business, bolsa de negócios de moda que funciona paralelamente ao Fashion Rio, gerou vendas no valor de R$ 470 milhões, conforme anunciado pelo presidente da Federação das Indústrias do Rio, Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira. Desse total, US$ 16 milhões foram para o exterior. O resultado foi 5,5% melhor do que o verificado no mesmo período de 2007. O Fashion Business contou com 150 marcas expositoras, que puderam fazer contato direto com compradores do Brasil e do mundo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.