Novos exames em substância enviada ao NYT no Rio

A Fundação Nacional de Saúde (Funasa) informou nesta sexta-feira que novos exames estão sendo feitos na substância enviada por correspondência a um jornalista da sucursal brasileira do jornal The New York Times no Rio de Janeiro.Há suspeitas de que a substância seja antraz, mas isso ainda não foi confirmado pelos testes a que foi submetida no Rio de Janeiro, onde esse tipo de exame é realizado pela Fundação Instituto Oswaldo Cruz (Fiocruz).A Funasa, órgão executivo do Ministério da Saúde para o controle de doenças, confirma que no envelope recebido pela sucursal do NYT havia um tipo de pó, ainda não identificado.Segundo a Funasa, nenhum caso de contaminação por antraz foi confirmado até agora no Brasil.Leia o especial

Agencia Estado,

19 de outubro de 2001 | 22h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.