Número de desabrigados por chuvas no RS dobra

De 5ª para 6ª, quantidade de pessoas que deixaram casas subiu de 817 para 1593, segundo Defesa Civil; 30 municípios estão afetados

Elder Ogliari, O Estado de S. Paulo

27 de junho de 2014 | 10h59

PORTO ALEGRE - O número de pessoas que tiveram de deixar suas causas temporariamente por causa de enchentes no Rio Grande do Sul subiu de 817 na quinta-feira, 26, para 1.593 no amanhecer desta sexta-feira, 27. O levantamento é da Defesa Civil, que também indica que há 30 municípios afetados pelo fenômeno, todos localizados em regiões próximas a Rio Uruguai e a seus afluentes, no norte e noroeste, na divisa com Santa Catarina e na fronteira com a Argentina.

O nível do Uruguai subiu 13 metros. Pelo menos duas passagens pelo rio estão interrompidas. Uma é pela ponte entre Nonoai e Chapecó, em Santa Carina. A outra é a travessia de balsa entre Porto Mauá e Alba Posse, na Argentina. A enchente deve chegar a municípios mais ao sul, como São Borja, Itaqui e Uruguaiana, nos próximos dias, à medida que as águas descerem pelo curso do rio.

As previsões meteorológicas indicam que haverá mais chuva no noroeste do Rio Grande do Sul e oeste de Santa Catarina pelo menos até segunda-feira, 30.

Notícias relacionadas
    Tudo o que sabemos sobre:
    BrasilRio Grande do SulChuvas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.