Número de homicídios em SP cai 16,8% no 2º trimestre

Queda ocorreu em todas as regiões do Estado; em relação ao 1.º trimestre, roubos aumentaram 5,4%

Marcelo Godoy, O Estadao de S.Paulo

31 de julho de 2008 | 00h00

O número de homicídios no Estado de São Paulo caiu 16,8% no segundo trimestre deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. Ao todo, foram registrados 1.047 casos em 2008 e 1.259 em 2007. A queda revela a continuação da tendência de diminuição desse tipo de crime, iniciada em 1999, quando bandidos matavam mais de 3 mil pessoas por trimestre no Estado.Os dados sobre a criminalidade foram divulgados ontem pelo Diário Oficial do Estado. Quando a comparação é feita com o número de casos do primeiro trimestre (1.136), a queda ficou em 7,8% no Estado. A cada três meses, a Secretaria da Segurança Pública é obrigada a divulgar os números da criminalidade no Estado.Os números mostram que a queda dos homicídios ocorreu em todas as regiões do Estado. Em relação ao primeiro trimestre do ano, a diminuição na capital ficou em 6,7%, no interior foi de 11,9% e nos demais municípios da Grande São Paulo, ficou em 3,2%.Na capital, ocorreram 304 homicídios. Pela segunda vez consecutiva, a soma dos assassinatos nos demais municípios da região metropolitana (329) superou o total da capital. O fenômeno mostra que a redução desse tipo de delito tem sido mais intensa na cidade de São Paulo do que em suas vizinhas.A confirmação da manutenção na queda dos índices de homicídios no Estado foi comemorada pela secretaria, que vê o fato como uma das principais conquistas obtidas na área. Ao longo dos anos, a redução já chegou a quase 70%, em relação ao que era registrado na década de 90, e foi acompanhada pela queda também dos casos de chacinas, que chegaram a quase cem por ano na região metropolitana de São Paulo e hoje não passam de 20.Em relação ao primeiro trimestre, houve aumento de 5,4% dos casos de roubos no Estado. Ao todo, foram registrados 58.051 casos, o maior número registrado para um segundo trimestre desde 2003 (64.282), quando foi registrado o recorde desse tipo de crime desde que a estatística de criminalidade trimestral foi inaugurada, em 1996. Desse total de roubos, 29.316 ocorreram na capital e 11.928 nas demais cidades da Grande São Paulo, regiões responsáveis pelo crescimento do crime.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.