Número de menores apreendidos cai 12% no Estado em relação a 2007

Todo mês, a passagem pela polícia é um capítulo na história de 600 crianças e adolescentes do Estado. O número resulta da média de apreensões de menores envolvidos em delitos neste ano. Segundo a Secretaria da Segurança Pública, no primeiro semestre foram autuados 3.604 meninos por roubo, tráfico, furto, briga ou vandalismo. Comparado com 2007, o número de apreendidos caiu 12%: no mesmo período do ano passado, foram 4.089 detidos em flagrante. Os números atuais estão na contramão da série histórica. Nos últimos cinco anos, a criminalidade na infância e na adolescência havia ganho força, saindo de 9.383 casos em 2003 inteiro para 13.040 registros em 2007. Não foi realizado um estudo conclusivo sobre quais foram os motivos para o aumento da participação dos adolescentes nos delitos até 2007. Mas a avaliação dos estudiosos é de que o impulso nos índices foi resultado da influência do tráfico, pois uma das estratégias dos traficantes, como informa a socióloga e estudiosa do crime organizado Marisa Fefferman, é recrutar a mão-de-obra juvenil. MAIS UNIDADES O governo do Estado entrega amanhã mais quatro novas unidades de internação da Fundação Casa - duas no município de Osasco e duas em Guaianases, na zona leste de São Paulo. As duas casas de Osasco têm capacidade, cada uma, para 56 adolescentes. As de Guaianases, que seguem o mesmo modelo de construção, atenderão 44 jovens por prédio. Com um detalhe importante: estas duas casas são as primeiras da capital a ter a nova arquitetura adotada pela Fundação - que passou a privilegiar estruturas menores, de modo a permitir que os jovens sejam atendidos em unidades próximas de onde moram suas famílias. F.A.

O Estadao de S.Paulo

26 Agosto 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.