Número de mortes em rodovias de São Paulo cai no réveillon

As rodovias estaduais de São Paulo, entre elas a Anchieta-Imigrantes, que dá acesso à Baixada Santista, contabilizaram queda de vítimas fatais no feriado prolongado do réveillon. Segundo a Polícia Rodoviária Estadual, houve uma queda de 43,33% no número de vítimas fatais de acidentes nessas rodovias, entre os dias 29 de dezembro do ano passado à 1º de janeiro de 2007. A base de comparação foi com o ano de 2004, tendo em vista que em 2005 não houve feriado prolongado já que o dia 1º caiu em um domingo. No total, segundo a Polícia Rodoviária Estadual, foram 531 vítimas em 785 acidentes em 2006, contra 602 vítimas em 771 acidentes em 2004. Do total de pessoas vitimadas, 409 sofreram ferimentos leves, 105 se feriram gravemente e 17 morreram.No trecho paulista das rodovias federais, também houve queda no número de acidentes entre os dias 29 de dezembro e 1º de janeiro, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal. Foram registrados 137 acidentes, com quatro mortes e 87 feridos. No ano passado, foram 131 acidentes, com cinco mortes, quando o feriado do réveillon caiu em um domingo.De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual, o final de semana prolongado, apesar do grande movimento de veículos, foi tranqüilo e o balanço das atividades é positivo, "pois houve além da considerável redução no número de mortes, também a estabilização do número de acidentes com um pequeno aumento de 1,82%, determinado por pequenas colisões."O resultado positivo é atribuído, para a Polícia Rodoviária Estadual, principalmente "à intensificação da fiscalização, à realização de campanhas educativas e de esclarecimento dos usuários das rodovias". O Policiamento Rodoviário Estadual também apontou em seu balanço uma diminuição de 47,37% nas ocorrências de embriaguez, além de resultados positivos também na esfera da segurança pública com a apreensão de 50 quilos de drogas ilícitas, recuperação de veículos e apreensão de armas ilícitas, com a prisão de 13 infratores da lei em flagrante delito.Ainda de acordo com a Polícia Rodoviária Estadual, durante o período do feriado foram lavradas 4.614 autuações por infrações de trânsito em todo o Estado, no qual foram apreendidos 216 veículos, 104 carteiras de habilitação e 707 documentos de veículos por irregularidades constatadas durante a operação de Ano Novo. Natal x Ano NovoO balanço geral do número de mortes em todas as estradas pelo País mostrou redução do número de acidentes, mas aumento do número de vítimas no feriado do réveillon em comparação ao período do Natal neste ano, segundo o comando do Departamento de Polícia Rodoviária Federal (PRF), que encerrou à zero hora desta terça-feira a Operação Ano Novo.Nos 60 mil quilômetros fiscalizados pelos federais, foram registrados 1.529 acidentes que causaram 1.181 feridos e 94 mortes. Em comparação com a Operação Natal, ocorrida entre 22 e 25 de dezembro, houve queda de 12,3% no número de acidentes e 2,2% na quantidade de feridos. O número de vítimas fatais cresceu 4,4%. Um total de 74.245 veículos foram fiscalizados e 14.006 multas foram aplicadas. O número de prisões em flagrante chegou a 195.Segundo a PRF, a imprudência dos motoristas e o tempo chuvoso no ano-novo podem ajudar a explicar o aumento no número de mortes em relação ao Natal. Muitos dos acidentes aconteceram durante ultrapassagens realizadas em condições inadequadas de visibilidade, de acordo com os registros. Segundo a PRF, houve um aumento de até 50% no fluxo de automóveis em algumas rodovias durante o final do ano. Historicamente, disse a PRF, o tráfego aumenta cerca de 30% no período.Colaboraram Ricardo Valota e Leonardo GoyEste texto foi alterado às 17h53 para acréscimo de informação

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.