Número de mortes nas estradas sobe em MG durante o feriado

No Rio, estradas federais registraram duas mortes; número de acidentes e feridos também sobe em Minas

Solange Spigliatti , Central de Notícias

04 de maio de 2009 | 12h57

O número de mortes aumentou no feriado do 1º de maio nas estradas de Minas Gerais - Estado que tem a maior malha rodoviária do País. O número de acidentes, feridos e mortes subiu em relação ao mesmo período do ano passado, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal.

 

Veja também:

linkCai 28% índice de acidentes em rodovias de SP neste feriado

 

Entre a quinta-feira, 30, e domingo, 3, foram registrados 337 acidentes, que resultaram em 197 feridos e 18 mortes. No ano passado, os acidentes totalizaram 279, com 173 feridos e 13 mortes.

 

Rio

 

Duas pessoas morreram nas rodovias federais do Rio, segundo o levantamento da Operação Dia do Trabalhador. No período, aconteceram 134 acidentes, onde 72 pessoas ficaram feridas.

 

Na comparação com o feriado da Semana Santa, que também durou quatro dias e teve a mesma configuração, houve aumento de 6,5% em relação aos acidentes (126 naquela operação), o número de feridos aumentou em 38,5% (52).

 

A diferença mais expressiva foi registrada no número de mortes. Enquanto na Semana Santa sete pessoas morreram nas rodovias, nesse feriado foram registrados dois óbitos, ou seja, queda de 71,5%. Um deles por atropelamento.

 

Durante a operação, foram autuados cerca de dois mil veículos, sem considerar as imagens de excesso de velocidade. Os radares flagraram cerca de 700 motoristas cometendo essa infração. Foram realizados cerca de 3.600 testes no bafômetro. Doze pessoas foram flagradas dirigindo sob o efeito de álcool; cinco delas, por terem exagerado no consumo, acabaram presas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.