Número de mortes nas rodovias federais cai 18,5% neste carnaval

Nos seis dias de operação, foram registrada para 176 mortes; número de acidentes caiu 22,4%

Marcelo Portela, Agência Estado

23 Fevereiro 2012 | 16h25

O número de acidentes registrado durante o carnaval teve uma redução de 22,4% em todo o País em comparação com o mesmo período do ano passado. É o que mostra balanço da Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgado nesta quinta-feira, 23, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. O número de mortes teve redução de 18,5% --passou de 216 no ano passado para 176 no último feriado. Os feridos foram 2.690 em 2011 e 2.001 neste ano (25,6% a menos).

Segundo o relatório o qual foram registradas 3.345 ocorrências nas rodovias federais brasileiras este ano, ante 4.312 no carnaval de 2011. O Estado que apresentou maior redução foi Minas Gerais, onde os acidentes passaram de 905 em 2011 para 495 este ano (queda de 45,3%).

Em São Paulo, foi registrada diminuição de 17,6% nas ocorrências, que caíram de 278 no ano passado para 229 em 2012. Os dados levam em conta os seis dias da Operação Carnaval em ambos os anos.

Segundo a diretora-geral da PRF,  Maria Alice Nascimento Souza, a redução é resultado de uma ação conjunta da PRF com as polícias rodoviárias estaduais, além do próprio policiamento feito nas cidades pelas polícias militares e até por guardas municipais. Isso porque, segundo ela, esses órgãos atuam nas saídas das cidades, além de pontos de confluência de rodovias federais e estaduais.

Outro ponto destacado por Maria Alice foi a intensificação das blitze da Lei Seca, que reduzem o número de motoristas alcoolizados nas rodovias. Segundo a PRF, 30.425 pessoas passaram pelo teste do bafômetro nas rodovias durante o carnaval, sendo que 1.410 foram reprovados e, destes, 494 foram presos porque apresentavam concentração de álcool superior a 0,30 miligramas por litro de sangue.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.