Número de mortes por homicídio cresce rápido

O número de mortes por homicídio vem crescendo aceleradamente no País e atinge muito mais homens do que mulheres. Dados da pesquisa de desenvolvimento sustentável do IBGE mostram que, se 19,2 pessoas em cada 100 mil habitantes morriam por homicídio no País em 1992, esse coeficiente chegou a 27,84 em 2001. No caso dos homens, o aumento foi bem superior e passou de 35,57 por 100 mil em 1992 para 51,96 em 2002. As mulheres permanecem bem atrás, com 3,2 mulheres em cada 100 mil mortas por homicídio em 1992 e 4,4 em 2002. "A segurança física está diretamente relacionada à qualidade de vida, então nesse caso estamos na contramão da sustentabilidade", afirmou a geógrafa Denise Kronemberger, responsável pela análise dos dados sociais da pesquisa de desenvolvimento sustentável do IBGE.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.