Número de mortos por chuvas no Rio se aproxima de 700

Enchentes e deslizamentos provocados pelos temporais deixaram mais de 13.830 pessoas desalojadas ou desabrigadas

Agência Estado,

18 de janeiro de 2011 | 17h56

SÃO PAULO - Chegou a 694 o número de mortes em consequência das chuvas e deslizamentos que atingiram a região serrana do Estado do Rio de Janeiro, segundo boletim divulgado às 17 horas de hoje pela Secretaria Estadual de Saúde e Defesa Civil. As enchentes e os deslizamentos provocados pelas chuvas deixaram mais de 13.830 pessoas desalojadas ou desabrigadas.

 

Veja também:

linkTemporal mudou a geografia da região

linkClubes e atletas se mobilizam para ajudar vítimas das chuvas

linkExército começa a erguer pontes provisórias

linkMoradores cogitam voltar a construir em área arrasada

linkGoverno lança sistema de alerta que já deveria estar pronto

blog Gabeira: Faltaram projetos e decisão política

mais imagensGALERIA - Grandes imagens da tragédia

mais imagensGALERIA 2 - Imagens de destruição e desespero

 

O município de Nova Friburgo concentra o maior número de mortes, com 332 vítimas, enquanto 3.220 pessoas estão desalojadas e 1.970, desabrigadas. Em Teresópolis, o total de mortos chegou a 280, com 960 pessoas desalojadas e 1.280 desabrigadas. O município de Petrópolis registra o maior número de desalojados (3.600 pessoas) e desabrigados (2.800 pessoas), com 62 mortes. Em Sumidouro, outras 20 pessoas morreram em razão das chuvas.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.