Número de suicídios cai pela metade na PM de SP

O número de suicídios na Polícia Militar de São Paulo, no primeiro semestre, caiu 50% em comparação com o primeiro semestre do ano passado. Em 2000, de janeiro a junho, foram dez os suicídios. Neste ano, cinco. De 1.º de julho a 15 de setembro, os suicídios foram sete. A PM informou que de janeiro a dezembro do ano passado 24 militares se suicidaram. Entre 1998 e 2000, os suicídios foram 67. "Nossos níveis ainda são altos em comparação com a média nacional das organizações policiais, mas estamos melhorando", declarou o coronel Renato Perrenaud, da Comunicação Social da PM. Ele disse que um dos fatores da queda é o trabalho do Centro de Apoio Social, Psicológico e Religioso da Polícia Militar. "Os programas de revalorização profissional vêm sendo aplicados cada vez mais e nossos policiais têm encontrado nos psicólogos o apoio que tanto precisam", explicou. Uma pesquisa do Centro de Alistamento e Estudos de Pessoal da PM mostrou que nos últimos 10 anos a média de suicídios na corporação foi de 35,60 por ano. O trabalho revelou ainda que 49,7% dos suicídios ocorreram nos primeiros seis anos de atividade do policial militar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.