AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Números mostram aumento de criminalidade no Rio

Mais homicídios dolosos (intencionais), latrocínios, roubo a pedestres e quase o dobro dos casos de assalto em ônibus. É o que mostra o Boletim Mensal de Monitoramento e Análise da Secretaria da Segurança Pública do Rio.No caso dos homicídios, houve aumento de 4,2% em agosto (521 registros), na comparação com o mesmo período do ano passado (500). O índice de latrocínio (roubo seguido de morte) aumentou 40%, passando de 10 para 14 casos de agosto de 2003 para agosto de 2004. Os registros de roubo a pedestres aumentaram 30,5%: foram 1.946 em agosto, ante 1.491 no mesmo período no ano passado. O número de roubos e furtos em ônibus cresceu 85%, passando de 253 em agosto de 2003 para 468 em agosto deste ano.Coordenadora do Instituto de Segurança Pública (ISP), a antropóloga Ana Paula Miranda disse que o atraso de quase um mês na divulgação do boletim, que deveria ter ocorrido duas semanas antes do primeiro turno das eleições, ocorreu devido à "tentativa de melhorar a qualidade da informação".Quanto ao aumento dos casos desses quatro crimes, Ana Paula argumentou que, no acumulado de janeiro a agosto, os números estão mais baixos do que aqueles verificados no mesmo período do ano passado. Segundo ela, uma explicação para o aumento em agosto seria a "migração do tipo de crime, que pode significar o resultado da pressão sobre o tráfico de drogas".

Agencia Estado,

07 de outubro de 2004 | 19h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.