Nuvem de cinzas interrompe voos na Nova Zelândia e Austrália

Uma nuvem de cinzas de um vulcão em erupção no Chile atravessou os oceanos Atlântico e Índico e chegou ao sul da Nova Zelândia e da Austrália, forçando o cancelamento de dezenas de vôos no domingo.

ADRIAN BATHGATE, REUTERS

12 de junho de 2011 | 13h05

A australiana Qantas Airways cancelou 56 vôos, inclusive todas as saídas de Melbourne e do terminal de Auckland, na Nova Zelândia.

"A Qantas vai continuar a monitorar o movimento da nuvem de cinzas e seu impacto nos próximos voos", declarou a Qantas. A companhia aérea disse que tem "uma experiência significativa na gestão e avaliação do impacto de cinzas vulcânicas sobre operações de voo".

A Air New Zeland, disse mais cedo que estava voando em altitudes mais baixas e alterando suas rotas de voo, para evitar as cinzas e que não previa nenhuma interrupção.

O vulcão na cadeia Puyehue-Cordon Caulle, no Chile, está em erupção há uma semana, levando o caos às viagens aéreas na América do Sul, ao lançar suas cinzas para o alto, na atmosfera.

A Qantas já havia anunciado o cancelamento de 22 voos, incluindo aqueles com rotas para a Tasmânia e destinos ao sul da Nova Zelândia.

"Acreditamos que é muito perigoso", disse a porta-voz Emma Kearns.

A Air New Zeland disse que seus aviões voariam a altitude mais baixa, de 18 mil pés (5.800 metros), para se manter abaixo da nuvem de cinzas ou usarão uma rota de vôo diferente, para evitá-la.

As finas partículas de cinzas, que representam um perigo para a fuselagem e motores dos aviões, foram levadas para o leste pelos ventos, e estacionaram a cerca de 20 e 30 mil pés ao sul da Austrália e Nova Zelândia, disse Steve Sherburn, um especialista em vulcões do Institute of Geological and Nuclear Sciences (Instituto de Ciências Geológicas e Nucleares) da Nova Zelândia.

Tudo o que sabemos sobre:
AEREASCINZASOCEANIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.