Nuvem vulcânica volta a atingir Sul do Brasil; voos são cancelados

Cinzas se concentram no centro do Rio Grande do Sul e em Florianópolis; emissão de fumaça diminuiu

Priscila Trindade, estadão.com.br

14 de junho de 2011 | 11h34

SÃO PAULO - A nuvem de cinza vulcânica voltou a atingir na manhã desta terça-feira, 14, a cidade Porto Alegre, mas se locomoveu no início da tarde, quando se concentrava em Caxias do Sul e Santa Maria, no Rio Grande do Sul, e Florianópolis, em Santa Catarina.

 

A emissão de fumaça pelo vulcão Puyehue também começou a perder intensidade, de acordo com o Volcanic Ash Advisory Centres da Argentina (VAAC), instituto responsável pelo monitoramento da situação no Cone Sul. A informação é repassada pela Força Aérea Brasileira (FAB). Um novo boletim deve ser divulgado após as 18h.

 

Segundo o Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), o relatório aponta também que a nuvem está mais baixa a cerca de 1.000 metros. 

 

Em nota, a TAM informou que devido à movimentação de uma nova nuvem de cinzas do vulcão chileno Puyehue, os voos de e para Montevidéu, no Uruguai, marcados para hoje foram cancelados novamente. As operações nos aeroportos de Buenos Aires, Argentina, também permanecem suspensas. Os clientes devem ligar para a Central de Atendimento da companhia.

 

Já a Gol disse que todos os voos com destinos a essas cidades continuam suspensos. Segundo a companhia, os clientes estão sendo avisados por telefone ou e-mail sobre os cancelamentos ou remarcações. A empresa também pede que os passageiros entrem em contato para agilizar o processo e se informarem.

 

A companhia argentina LAN, em comunicado, disse que ainda espera a atualização das autoridades sobre o funcionamento dos aeroportos na Argentina para retomar as operações. Até as 14h, a empresa disse que os voos estariam cancelados.

 

A Pluna não foi encontrada para comentar a nova movimentação da nuvem de cinzas. Mais cedo, no entanto, afirmou que parte dos voos havia sido afetadas, mas que as operações com destino ao Uruguai continuavam. Inclusive, o voo com a delegação do Santos que segue para Montevidéu para a final da Libertadores decolou normalmente, por volta das 10h.

 

De acordo com boletim da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), até as 13 horas, 19 das 89 partidas internacionais previstas foram canceladas e oito sofreram atrasos.

 

Empresas aéreas

Central de Atendimento TAM

- Capitais 4002-5700

- Demais cidades 0800-570-5700

- Argentina 0810-333-3333

- Chile 56 2 6767 900

- Paraguai 595 21 659 5000

- Uruguai 000-4019-0223

 

Central de Atendimento Gol

- Brasil 0300-115-2121

- Argentina 0810-266-3232

- Uruguai 5098-2403-8007

 

Pluna

- Brasil 0800-8923080 (por celular 11 3711 9158)

- Montevidéu (+598) 2 401 5000

- Buenos Aires (+5411) 4132 4444

- Santiago do Chile (+562) 595 2879

- Assunção 009 800 11 0001

 

LAN Argentina

- Brasil 0300 788 0045

- Argentina 0810 9999 526

- Uruguai 598 2902 3881

- Chile 600 526 2000

 

Atualizado às 13h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.