O 'bate-coração'que não deu sorte

SÃO PAULO

, O Estado de S.Paulo

24 de agosto de 2010 | 00h00

O bordão "bate-coração" vem de longe. Em 2004, seis anos antes de os tucanos adaptarem o sucesso de Elba Ramalho, Paulo Maluf, na disputa pela prefeitura paulistana, pedia votos com o jingle "bate-coração, o bom prefeito vai voltar". O candidato, porém, ficou em terceiro lugar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.