O bebê quase foi enterrado ontem. Hoje morreu de verdade

Apesar do esforço e da correria, nãoadiantou. Na início da tarde de hje, 24 horas depois que a tia descobriu que ela estava viva, o corpo de Renata Teixeira Moreira foi sepultado no Cemitério de Patrocínio Paulista, perto de Franca, na região de Ribeirão Preto. Ela tinha sido dado como morta na madrugada de ontem e foi velada, até que a tia descobriu que estava viva. Dali, o socorro foi imediato e Renata foi levada para a Santa Casa de Franca. Ela ficou numa incubadora, mas não resistiu. A família espera que as autoridades policiais apurem a responsabilidade ou negligência médica, pois o período em que ela foi considerada morta poderia ser essencial para a sua sobrevivência."Espero que a polícia resolva isso", disse o administrador da Fazenda Veredas, de Patrocínio Paulista, Antonio JoaquimMoreira, de 48 anos, pai dos gêmeos - Renato, o outro bebê, morreu e foi sepultado no início da tarde de ontem. Há cerca de um ano, sua mulher, Lourdes da Silva Teixeira Moreira, hoje com 38 anos, teve um aborto espontâneo após um mês de gestação. Na Santa Casa de Franca, a informação é que a direção da instituição só se manifestará na segunda-feira. O caso já está com a polícia e o delegado de Patrocínio Paulista, Manir Martos Salomão, registrou um boletim de ocorrência de averiguação de negligência médica, pois um médico (nome não revelado) da Santa Casa de Franca emitiu as certidões de óbito dos gêmeos.Com a morte de Renata, que pesava cerca de 400 gramas, o médico responsável responderá processo por homicídio culposo(sem intenção). O caso será transferido para o 1o DP de Franca, onde ocorreu o fato.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.