O fim da Era De Sanctis

Satiagraha opta por promoção e vai para o Tribunal

Fausto Macedo, O Estado de S.Paulo

26 de junho de 2010 | 00h00

Fausto Martin De Sanctis está deixando a cena. Famoso juiz da Satiagraha, Castelo de Areia, MSI/Corinthians e tantas operações controversas, ele se inscreveu no concurso de promoção para desembargador do Tribunal Regional Federal da 3.ª Região (TRF3)pelo critério da antiguidade. Outros três magistrados se habilitaram à seleção, mas De Sanctis é o primeiro da lista por tempo de serviço, 19 anos de toga dedicados à primeira instância - ele é titular da 6.ª Vara Criminal Federal, especializada em ações sobre lavagem de dinheiro.

O concurso de promoção foi aberto em 7 de junho para a vaga de aposentadoria da desembargadora Anna Maria Pimentel. Dividido, De Sanctis deixou a decisão para última hora. Ele só preencheu quinta-feira o requerimento de inscrição que enviou à corte por e-mail, às vésperas do encerramento do prazo.

A saída de De Sanctis põe fim a uma era de polêmicas na Justiça Federal. Nos últimos dois anos, ele protagonizou episódios de grande tensão. Em 2008, quando decretou a prisão de Daniel Dantas, chocou-se com o então presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, que mandou soltar o banqueiro.

Alvo de uma sequência de habeas corpus, mandados de segurança e reclamações que visam a seu afastamento e questionam sua imparcialidade, ele passou a considerar a promoção, ainda que no tribunal será mais um no colegiado. Pesou em sua decisão o fato de que as principais investigações que ordenou praticamente sucumbiram nos tribunais superiores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.