O humilde vaidoso

Nelson Jobim descobriu na terça-feira que, para se fazer notar no governo, não precisa se embrenhar fardado na selva determinado a mostrar a cobra ou posar de amigo da onça. Basta visitar uma comunidade pobre qualquer e assumir a culpa pela tragédia permanente da vida nesses lugares. Não há favelado que resista a um homenzarrão daquele tamanho, todo pimpão, vindo de Brasília só pra lhe pedir desculpas. A avant-première do ministro da Defesa no Morro da Providência foi aquele sucesso que todo mundo viu: deu primeira página em todos os jornais do País.Ontem, logo cedo, o deputado Raul Jungmann tentou repetir o gesto - foi ao morro pedir desculpas aos favelados -, mas o povo já havia se identificado com Nelson Jobim, a quem chama carinhosamente de ministro "Não é o Tom Jobim". O homem está que não cabe em seu 1,90 m de pura altivez. "Desculpaí, ó!" - começa a ensaiar discurso para as próximas lambanças do governo. Lula está pensando em utilizá-lo como uma espécie de "pedidor-geral de perdão da União". Alguém precisa fazer esse papel. NÓS NA FITACom a morte da atriz e bailarina Cyd Charisse, o cineasta Waltinho Salles é forte candidato ao título de "as mais belas pernas do cinema".ALIADO DE PESOSérgio Cabral tem ainda uma carta na manga para recuperar sua autoridade no Morro da Providência. O governador vai tentar convencer o príncipe herdeiro Naruhito a ir com ele pedir desculpas aos favelados.Comes & bebesCom uma festa em cada esquina de São Francisco, a quantidade de penetra brasileiro em casamento gay na Califórnia vem chamando atenção do serviço de imigração americana. Capaz de rolar uma blitz.I?m sorry!Tem roteiro novo na oferta de safáris turísticos nas favelas do Rio. Subir o Morro da Providência para pedir desculpas ao pessoal já é um dos programas mais requisitados nos hotéis da cidade. A vez do papaDepois do Exército, do governo e do Congresso, quando, afinal, a Igreja vai pedir desculpas ao Morro da Providência? Só se fala disso no Vaticano.Esse é o cara!Lula fez rasgados elogios ao príncipe herdeiro Naruhito, do Japão. Também, pudera! Desde seu último encontro com Nicolas Sarkozy, o presidente não fotografava ao lado de uma autoridade menor que ele.Não tem cenas de sexoFoi só a Justiça Eleitoral proibir e, pronto: já está chegando às calçadas das principais cidades brasileiras o DVD pirata das últimas entrevistas de Marta Suplicy à imprensa. Tropa de teatroAviso a quem for assistir no final de semana a Hamlet, com Wagner Moura, no Teatro Faap: se pedir pra sair no meio do espetáculo, ele vira o Capitão Nascimento.

O Estadao de S.Paulo

19 de junho de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.