O sonho não acabou

Parece maluquice, mas tem eleitor de Fernando Gabeira comemorando a derrota do candidato do PV nas eleições para a prefeitura do Rio. Gente que, depois de tantas decepções com a política, voltou a viver nesta campanha a mística da militância do bem em busca do sonho de uma nova maneira de governar. Eis a lembrança feliz que a derrota preserva. Cá pra nós, toda vez que essa onda de mudança vence eleições no Brasil, o resultado é uma baita frustração com a mesmice a que o exercício do poder tem condenado as boas intenções vitoriosas nas urnas em todo País. Com Gabeira lá poderia não ser diferente. Derrotado, o político verde dividirá pelos próximos quatro anos com metade da cidade que votou nele a esperança de uma saída ética, limpa, inteligente, ousada e inovadora para a sociedade. Não deixa de ser uma vitória da reserva moral. Ou não, né?! CARÊNCIA AFETIVA Pelé disse no México que está triste pela falta de amor à camisa no futebol. Isso quer dizer o seguinte: o Rei está precisando urgentemente arrumar uma namorada! FELIZ ANO NOVO! Pelo calendário político brasileiro, já estamos em 2010. É mais um motivo pra gente acreditar que vai sobreviver a 2009. Detenham a criatura! O comando de campanha de John McCain já admite: Sarah Palin fugiu inteiramente ao controle dos marqueteiros republicanos, que estão divididos a respeito das providências a tomar. Há quem defenda o uso de camisa-de-força no lugar de um "Boa Noite, Cinderela!" básico na candidata a vice. Uma pessoa comum Aécio Neves esclarece: "Não sou Deus, não!" A quem interessar possa, continua solteiro. Estamos chegando lá Sob inspiração da candidatura democrata do comediante Al Franken ao Senado dos EUA, tem adesivo novo circulando no trânsito de São Paulo: "Marcelo Tas 2010". Azar o dele! A cruzada contra mulher pelada no meio artístico brasileiro fez sua primeira vítima. Dado Dolabella não é mais namorado de Luana Piovani. Segundo a imprensa especializada, por causa dos seios nus que a atriz mostra no teatro. Recaída braba Cesar Maia comparou a Cidade da Música que está construindo na Barra da Tijuca ao Panteon, ao Partenon e ao Taj Mahal. Isso posto, o prefeito embarca amanhã para visitas oficiais ao Usbequistão e à Polônia. Que viagem, né não?! Nem é com a gente Guido Mantega recomenda ao brasileiro que, a despeito do nervosismo do mercado, "leve uma vida normal". Segundo o ministro, preocupação gera crise. Ou seja, quem estiver apavorado, vê se ao menos disfarça, caramba!

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.