OAB critica agressão em hipermercado

A Comissão do Negro e de Assuntos Antidiscriminatórios da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção de São Paulo, divulgou nota, ontem, contra a atitude de seguranças de um hipermercado de Osasco que, no dia 7 de agosto, agrediram Januário Santana. Eles não acreditaram que o técnico em eletrônica fosse o dono de um EcoSport e acharam que estivesse roubando o carro. "É necessário que a sociedade repudie todo tipo de intolerância racial, especialmente quando busca associar o componente étnico ao banditismo", diz a nota.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.