OAB suspende registro de advogado de Beira-Mar

O Tribunal de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil, seção Rio, decidiu hoje, por unanimidade, suspender por 90 dias o registro do advogado Paulo Roberto Cuzzuol, que tem o traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinha Beira-Mar, como cliente. Preso em 16 janeiro, quando levava U$S 320 mil em espécie para o Paraguai, o advogado permanece na carceragem do Ponto Zero, em Benfica (zona norte), sob acusação de associação ao tráfico de drogas.Durante a suspensão de três meses, aprovada pelos 48 conselheiros da OAB presentes à sessão extraordinária, o relator do processo ético-disciplinar instaurado pela OAB vai elaborar um documento para ser apresentado no julgamento final do mérito,quando pode ocorrer a cassação definitiva do registro profissional de Cuzzuol.O advogado foi preso quando viajava de carro com a mulher, Cecília Hering Rodrigues, pela rodovia Presidente Dutra, perto de Volta Redonda, no sul do Estado. O dinheiro apreendido, segundo a polícia, seria usado na compra de armas e drogas para a quadrilha de Beira-Mar, que está preso, desde maio, em um presídio de segurança máxima em Presidente Bernandes. Tambémfoi encontrado com o casal cadernos com anotações sobre a movimentação financeira do tráfico e correspondências trocadasentre Cuzzuol e Beira-Mar. Também advogado de Elias Pereira da Silva, o Elias Maluco, Cuzzuol foi preso, em outubro de 2002, acusado de dificultar otrabalho da polícia, durante as buscas ao traficante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.