Obra ''ecológica'' favorece viagem de 290 mil

O fluxo de veículos no sentido capital-litoral estava tranquilo no início da noite de ontem e não deveria apresentar complicações ao longo do feriado. Isso também graças à Operação Descida ampliada nas duas pistas da Imigrantes. Cerca de 290 mil veículos deveriam descer para o litoral. Quando foi inaugurada a "nova" Imigrantes, no fim de 2002, o projeto de engenharia da pista descendente da rodovia foi retratado como uma obra singular no País. Além de ter o maior túnel do Brasil, foi considerada ecologicamente correta: os túneis extensos permitiram apenas sete pontos de interferência na vegetação de mata atlântica remanescente na Serra do Mar. Foram afetados apenas 40 hectares, ante 1.600 hectares da primeira pista da Imigrantes, construída nos anos 1970. Por dia, o sistema de drenagem da obra faz a captação de 100 mil litros de água, que acabaram diretamente reconduzidos ao meio ambiente. Quando da abertura, os túneis foram dotados ainda de um sistema de 42 jatos-ventiladores, importados da Suécia, e de um sistema de segurança com monitoramento de câmeras 24 horas.

Fábio Mazzitelli, O Estadao de S.Paulo

09 Julho 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.