Obras do PAC são suspensas durante operação em Manguinhos

Duas escolas foram fechadas e 800 estudantes ficaram sem aulas; uma pessoas morreu e três ficaram feridas

22 Julho 2009 | 16h01

As obras do Programa de Aceleração de Manguinhos (PAC) foram suspensas na Favela de Manguinhos nesta quarta-feira, 22. Duas escolas da comunidade também ficaram fechadas por causa da operação policial em Manguinhos. Nesta manhã, uma pessoa morreu, três ficaram feridas e duas foram presas.

 

Em Manguinhos, policiais encontraram um local usado como enfermaria por traficantes feridos em confrontos e um outro que serviria para embalar drogas. Os três homens feridos foram levados para o Hospital Geral de Bonsucesso. Com as escolas fechadas, 800 estudantes ficaram sem aulas.

 

Cerca de 400 operários trabalham nas obras do PAC em Manguinhos. No local, serão construídos conjuntos habitacionais, um sistema de saneamento básico e pavimentação, áreas de lazer com ciclovia, campo de futebol e quadras poliesportivas, além da elevação da linha férrea para permitir a ligação com outros meios de transporte.

 

Durante a operação, que envolveu 200 agentes de diversas delegacias especializadas, coordenadas pela Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis, pelo menos duas pessoas foram detidas e cerca de 150 quilos de maconha apreendidos. A ação contou ainda com o apoio de um helicóptero da Polícia Civil e de blindados.

 

(Com informações da Agência Brasil)

Mais conteúdo sobre:
ManguinhosRioviolência no Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.