Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Ocupação da Maré terá 2,5 mil militares do Exército e da Marinha

Darão apoio à ocupação 200 PMs do Rio e uma equipe avançada de policiais civis

Marcelo Gomes, O Estado de S. Paulo

03 de abril de 2014 | 14h32

As Forças Armadas vão atuar com 2.500 militares do Exército e da Marinha a partir do próximo sábado na Garantia da Lei e da Ordem (GLO) no Complexo da Maré, na zona norte do Rio. Serão 2.050 homens da Brigada de Infantaria Paraquedista do Exército e 450 da Marinha. Darão apoio à ocupação 200 PMs do Rio e uma equipe avançada de policiais civis da 21ª DP (Bonsucesso).

A ocupação vai contar com blindados do Exército e da Marinha, além de diversas outras viaturas para transporte de tropa e logística, motocicletas e aeronaves do Comando de Aviação do Exército.

Caso necessário, a Aeronáutica também poderá participar da Força de Pacificação, que será comandada pelo general de brigada Roberto Escoto, comandante da Brigada de Infantaria Paraquedista.

A base será montada no quartel do CPOR (Centro de Preparação de Oficiais da Reserva do Rio), na Avenida Brasil, nas imediações do Complexo da Maré.

Inicialmente, a GLO está prevista para terminar em 31 de julho. Mas poderá ser prorrogada. Os militares aturarão em quinze favelas da Maré, com área aproximada de dez quilômetros quadrados. Mais detalhes serão divulgadas em entrevista daqui a pouco do general de brigada Ronaldo Lundgren, chefe do Centro de Operações do Comando Militar do Leste.

A Maré foi ocupada pela PM, com apoio de blindados da Marinha, no último domingo.

Tudo o que sabemos sobre:
Maré

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.