Office-boy mata vizinho, volta para o local e é preso em SP

Ao matar a tiros o vizinho, fugir e voltar ao local do crime, o office-boy Reginaldo de Araújo Couto, de 37 anos, acabou sendo preso, no final da noite de segunda-feira, 26, por policiais do 55º Distrito, do Parque São Rafael, extremo leste da capital paulista. Ele não tinha passagem pela polícia. Armado com um revólver calibre 38, Reginaldo matou o técnico em eletrônica, Maurício Bruno de Souza, de 39 anos, em frente ao terreno onde ambos moravam, no Jardim Santo André. Segundo a polícia, o office-boy alegou que matou Maurício porque este vinha ameaçando-o, dizendo que, se ele não saísse espontaneamente do terreno, sairia morto. A polícia chegou ao local do crime por volta das 21h e encontrou a vítima já morta. O caso ainda estava sendo registrado na delegacia quando, em diligência, os policiais encontraram Reginaldo próximo do terreno onde ele e Maurício moravam. Levado ao Distrito Policial, Reginaldo confessou o crime e disse que jogou a arma num córrego na região da Avenida Sapopemba. O assassino foi transferido para o 49º Distrito Policial, de São Mateus, e poderá ser encaminhado nesta terça-feira para o Presídio Adriano Marrey, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

Agencia Estado,

27 Fevereiro 2007 | 05h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.