Oficial de Justiça morre ao entregar mandado

A oficial de Justiça Sandra Regina Ferreira Stamioto, de 48 anos, foi executada com nove tiros, ontem de manhã, no Parque Santo Antônio, periferia da zona sul. Ela tentava entregar mandado de busca e apreensão da moto do pedreiro Reinaldo do Carmo Guerreiro, de 31 anos. Ao ser preso, o acusado disse que matou porque a vítima "foi grossa com ele". E não se arrependia de ter cometido o crime.O pedreiro foi levado ao 92º DP (Parque Santo Antonio), onde foi autuado por homicídio qualificado (motivo fútil). Segundo a polícia, ele já esteve preso duas vezes por roubos e uma por extorsão."O criminoso se aproximou do carro da vítima e descarregou o revólver calibre 38, com capacidade para cinco tiros. Depois, ele recarregou a arma com mais quatro projéteis e descarregou novamente", disse o delegado titular, Carlos Alberto Delaye Carvalho.Segundo o delegado, parentes afirmaram que Guerreiro tem problemas mentais e é viciado em drogas. Eles disseram que o pedreiro financiou uma moto Honda CG 125, mas parou de pagar as prestações. A financeira entrou na Justiça e ganhou a causa. A vítima foi até a casa da mãe de Guerreiro, na Rua Manuel Siqueira, para recuperar a moto.Policiais militares chegaram a levar Sandra ao Pronto-Socorro do Campo Limpo. Guerreiro disse ter jogado o revólver no banco traseiro do carro da vítima. A arma desapareceu na confusão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.