Oitenta galerias pluvias despejam esgoto na Lagoa de Marapendi

Das 200 saídas de galerias pluviais que conduzem a água da chuva para a Lagoa de Marapendi, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, 80 despejam também esgoto in natura produzido por casas, condomínios e postos de gasolina. O levantamento foi feito pela Serla (Superintendência Estadual de Rios e Lagos), da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano.A próxima etapa, depois de descobertas quantas saídas poluem a lagoa, é realizar testes laboratoriais para detectar a existência de graxa e óleo, o nível de coliformes fecais, entre outros itens, disse o presidente da Serla, Ícaro Moreno Júnior.Depois disso, a Serla tentará chegar aos responsáveis pelos despejos ilegais na rede pluvial. Técnicos seguirão a linha das tubulações, despejando um agente químico para identificar de onde vem o material poluidor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.