Oito assassinatos em apenas seis horas na Grande SP

Em um período de apenas 6 horas, das 19hde quarta-feira à 1h desta quinta, foram registrados pelo menos oito homicídios na capital e Grande São Paulo, segundo a Polícia Civil. Até o momento, em todos os casos, a polícia ainda não tem pistas dos assassinos. Por volta das 19h de quarta, o açougueiro José Carlos Bettini dos Santos, de 47 anos, foi morto, com quatro tiros, em seu estabelecimento comercial, em Mogi das Cruzes. Segundo testemunhas, um desconhecido entrou noaçougue, pediu 2 Kg de salsicha e, enquanto o comerciante pesava o produto, o bandido sacou um revólver e atirou, sem levar nada do açougue. Bettini morreu no local do crime. Anderson Carlos Irineu, de 20 anos, foi baleado, com três tiros ao lado da namorada, quando estava em seu veículo, por volta da 1h, em Diadema. Segundo a namorada, dois homens seaproximaram do carro em uma moto, disseram algo que não foi entendido e atiraram contra Irineu, que morreu a caminho do pronto-socorro.Depois de ter sido atingido por dois tiros, Francisney Martins da Silva, de 24 anos, perdeu o controle do carro que estava dirigindo e bateu-ocontra um muro, em São Paulo. Mesmo levado pela PM ao Hospital Tide Setubal, o jovem não resistiu e morreu. Não houve testemunhas no caso.A Polícia Civil informou que foram registrados outros três homicídios na capital paulista e mais dois na Grande São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.