Oito mil fazem passeata pela legalização jogo do bicho em PE

Manifestação teve apoio de deputados e vereadores; operação Game Over fechou 100 casas de jogos em janeiro

Angela Lacerda, de O Estado de S. Paulo,

18 de fevereiro de 2008 | 17h10

Cerca de 8 mil pessoas, de acordo com Polícia Militar (PM), paralisaram a área central do Recife na tarde desta segunda-feira, 18, em uma passeata pela legalização do jogo do bicho no Estado. O protesto contou com oito carros de som e cerca de 200 motocicletas.   Veja também: PF fecha 95 casas de jogo de azar em Pernambuco   Os manifestantes portavam faixas denunciando o desemprego e as necessidades que passam 50 mil famílias, que viviam da atividade proibida pelo governo federal.   A manifestação tem o apoio de deputados estaduais e vereadores. Eles defendem a regulamentação do jogo do bicho, que em Pernambuco não teria ligação com o tráfico.   Os deputados defendem unicamente a prática deste jogo, e não de outros jogos eletrônicos.   Nesse momento, uma comissão dos bicheiros e parlamentares estão reunidos com representantes do governo do Estado, pedindo que o governo federal reveja o caso.   O advogado Gilberto Marques, que defende a Associação dos Vendedores Autônomos de Loterias (AVAL), questiona porque somente a União pode praticar jogos de azar.   Em janeiro, a operação Game Over da PM e do Ministério Público (MP) federal fechou mais de 100 casas de jogos e apreendeu cerca de 1400 máquinas de jogos eletrônicos.

Tudo o que sabemos sobre:
Jogo do bichoRecifeprotesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.