Oito ônibus depredados em protesto em Curitiba

Um protesto contra a redução dos horários de ônibus da região metropolitana de Curitiba levou àdepredação de oito ônibus no terminal de Almirante Tamandaré, na manhã desta sexta-feira.Segundo a Polícia Militar, cerca de 700 pessoas participaram da ação.O grupo bloqueou a entrada do terminal, não permitindo a circulação dos ônibus. A manifestaçãofoi rápida e terminou antes mesmo da chegada do Batalhão de Choque da PM. Não houve feridos nem prisões, apesar de muitas discussões entre passageiros e motoristas.Esta foi a segunda manifestação nesta semana. Na quarta-feira houve um protesto em Itaperuçu, quando três ônibus foram depredados e três tiveram os pneus esvaziados. O problema começou no dia 23, quando a Companhia de Urbanização de Curitiba (Urbs), que gerencia o transporte em Curitiba, anunciou aumento na tarifa de R$ 1,50 para R$ 1,70.A Coordenação da Região Metropolitana (Comec), vinculada ao governo do Estado, não endossou o aumento. Como o sistema metropolitano é integrado, a Urbs determinou que as empresas queservem os municípios vizinhos diminuíssem em 10% a oferta de viagens, o que acabou afetando cerca de 346 mil usuários em 185 linhas.Os ônibus, que normalmente já circulam superlotados, aumentaram ainda mais a ocupação. A Comec anunciou que está fazendo um estudo das planilhas do transporte coletivo e somente dará uma resposta sobre um possível aumento no fim de abril.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.