Olivetto exige RG de jornalistas para entrevista

"Olivetto voltou, e com tudo." A expressão foi repetida hoje por vários publicitários de São Paulo depois que os sites especializados em publicidade informaram as exigências da W/Brasil para a coletiva de imprensa do publicitário - que incluem o número do RG do repórter e um cadastro via Internet -, marcada para a manhã desta quinta-feira, às 10 horas. O local é o auditório do centro de convenções da Fundação Armando Alváres Penteado (Faap), com capacidade para 200 lugares e situado no sofisticado bairro de Higienópolis, na zona oeste paulistana.De acordo com assessores da W/Brasil, a intenção em escolher um auditório tão grande visa contemplar a imprensa nacional e estrangeira. A estimativa da organização é de que 150 pessoas compareçam ao local. Para garantir que o número de jornalistas não ultrapassasse a 150 - os anúncios mais importantes do País feitos pela Presidência da República no salão de "briefing" do Palácio do Planalto, não chegam a reunir mais de 50 jornalistas -, a W/Brasil adotou um sistema complicado de credenciamento. Primeiro, informou que seria exigido o registro profissional de jornalista - quem não tivesse diploma registrado e número no Ministério do Trabalho ficaria barrado -, e ainda uma carta do veículo com o nome do editor responsável, para comprovar o vínculo profissional. Acrescentou depois que bastaria o número da carteira de identidade.Não bastaria, no entanto, ao profissional ter a documentação. Precisaria também entrar no site www.b2automacao.com.br e preencher uma ficha de cadastramento - até as 16h00 de hoje - que seria submetida aos assessores de Olivetto. Se o cadastro fosse aceito, o remetente receberia e-mail com instruções de onde tirar a credencial, e em que portão entrar para a coletiva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.