ONG cria 'cola' para fiscalizar eleitos

O Movimento Voto Consciente, ONG que luta em prol da maior conscientização política da população, lançou uma novidade para ajudar os eleitores a fiscalizarem os políticos em que votam: uma carteirinha, na qual vai um impresso para "cola" do voto. No papel, devem ser anotados os nomes e números dos candidatos e partidos, além do endereço eletrônico do candidato. A ideia dos militantes é que o eleitor guarde a cola junto com o título, de forma a lembrar sempre de quem votou e acompanhar sua atuação no governo ou no Parlamento.

Moacir Assunção, O Estado de S.Paulo

19 de agosto de 2010 | 00h00

"Pretendemos estimular o voto consciente, para fazer com que as pessoas, lembrando-se de quem votaram, sempre cobrem suas posturas e compromissos", explicou a diretora do Voto Consciente, Teresa Fantin.

De acordo com a diretora, muitas escolas e empresas já demonstraram interesse em divulgar o material entre seus alunos e funcionários.

O material promocional da ONG, formada por voluntários que acompanham atividades da Assembleia Legislativa paulista e da Câmara paulistana, destaca a importância de fiscalizar os políticos.

"Você controlaria sua conta bancária apenas uma vez a cada quatro anos?", perguntam personagens ao leitor, para lembrar a importância do controle social. "Controle os políticos, senão eles controlam você" é o principal mote da proposta.

Além da versão para imprimir (acima), que pode ser baixada direto do portal da ONG (www.votoconsciente.org.br), também há o modelo que pode ser acondicionado em uma carteira plástica, que permite guardar o título de eleitor e os comprovantes de votação.

O segundo modelo está disponível para venda na quantidade mínima de 50 unidades, com valor de R$ 75,00 mais os gastos de postagem. Pedidos podem ser feitos para contato@votoconsciente.org.br, com telefone para contato e o endereço do interessado.

Cobrança. Para guardar corretamente o nome e o número do candidato em que votou, o eleitor também pode entrar no site www.eulembro.com.br. Lançado recentemente, o site permite ao eleitor ter acesso a todas as informações disponíveis na rede mundial de computadores sobre os candidatos em sites como Wikipédia e YouTube. Ao mesmo tempo, o eleitor pode armazenar as informações do seu voto, de forma a acompanhar sempre o candidato que escolheu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.