ONGs fazem manual da doação responsável

Empresas que pretendem colaborar ou já colaboram com candidatos e partidos nas eleições passaram a ter um manual para agir de forma ética nesta ação, vista como uma das mais elementares formas de corrupção no País. O Instituto Ethos e a Transparência Internacional lançaram a edição 2010 da publicação Responsabilidade Social das Empresas, que orienta as doações eleitorais, sem incorrer na troca de favores ou em jogos de pressões sobre candidatos a cargos públicos e legendas.

Moacir Assunção, O Estado de S.Paulo

07 de agosto de 2010 | 00h00

"O financiamento eleitoral deveria ser discutido sempre e integrar as principais preocupações da cidadania. As doações nas eleições são as principais fontes de corrupção no País e, quando uma empresa doa valores desproporcionais a um candidato, podemos ter certeza de que aguarda algo em troca", afirmou o presidente do Ethos, Oded Grajew.

A publicação, que tem sido distribuída a entidades empresariais e empresas, traz, a partir de um estudo do cientista político e professor da Unicamp Bruno Speck, uma discussão sobre o financiamento público ou privado e o custo das eleições.

Segundo o professor, as eleições custam em média R$ 4,6 bilhões e os partidos recebem cerca de R$ 190 milhões por ano do Fundo Partidário. O restante vem do financiamento de empresas privadas e, em menor escala, de pessoas físicas.

"O estudo demonstra que ninguém consegue se eleger no Brasil se não contar com recursos de empresas", explicou Grajew. A publicação mostra, também, quem são os maiores doadores de campanhas eleitorais no País, com dados de 2006. Comparando a lista dos maiores doadores de campanha com a lista das mil maiores empresas do Brasil segundo a revista Exame, os organizadores constataram que 486 destas mil doam recursos nas eleições.

As empreiteiras, com 25,4%, empresas de bens de consumo, com 12,4%, de siderurgia e metalurgia, com 12,1%, e os bancos, com 8,3%, são os setores que mais doam para as campanhas. A publicação, que não é vendida, está disponível gratuitamente no portal do Ethos (www.ethos.org.br).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.