Ônibus cai em ribanceira no RJ, mata 11 e fere 20

Ônibus havia saído de Itaperuna, no noroeste do Estado, às 9h e chegaria ao Rio às 16h; causas do acidente são desconhecidas

FÁBIO GRELLET, Agência Estado

22 Outubro 2012 | 17h25

*Atualizada às 21:59

Pelo menos 11 pessoas morreram e 20 ficaram feridas, às 14h40 desta segunda-feira, 22, quando um ônibus da Viação 1001 caiu em uma ribanceira de aproximadamente 10 metros na serra dos Órgãos, na altura do km 102 da rodovia Rio-Teresópolis, em Guapimirim, na região metropolitana do Rio. A Polícia Rodoviária Federal informou que mais duas pessoas morreram a caminho do hospital. Os bombeiros, no entanto, negaram a informação. 

O ônibus havia saído de Itaperuna (no Noroeste do Estado, a 316 km do Rio) às 9h e chegaria ao Rio às 16h. O veículo iniciou a viagem com 29 passageiros, mas transportava mais gente no momento do acidente porque o ônibus havia parado em quatro cidades (Miracema, Santo Antonio de Pádua, Pirapetinga e Além Paraíba) para embarcar e desembarcar passageiros.

A causa do acidente não foi esclarecida até o momento, mas há suspeita de problema nos freios. Antes de despencar e aparentemente já descontrolado, o ônibus atingiu um Renault Sandero onde estavam um homem de 65 anos e sua mulher, a técnica de enfermagem Sônia Rodrigues, moradores de Teresópolis.

 

"Foi tudo muito rápido, parecia uma ultrapassagem. O ônibus invadiu nossa pista e, quando ele estava voltando para a pista dele, a traseira atingiu nosso carro. Não vimos que ele tinha caído na ribanceira", contou ela à imprensa, no local.

Pelo menos um ferido (um alemão de 51 anos que foi levado para o Hospital Municipal Miguel Couto, na zona sul do Rio) estava em estado grave. Na mesma unidade está uma idosa de 61 anos que sofreu traumatismo no ombro e está em estado estável, sem risco de morte, segundo a Secretaria Municipal da Saúde do Rio.

As outras vítimas estavam em hospitais de Teresópolis (região serrana), Duque de Caxias e Magé (Baixada Fluminense). Os bombeiros socorreram oito feridos e a Concessionária Rio-Teresópolis, que administra a via, atendeu outros 11.

Segundo a concessionária, a rodovia ficou interditada durante 35 minutos, gerando quatro quilômetros de congestionamento. A Viação 1001 informou ter instaurado sindicância interna para apurar as causas do acidente.

 

Mais conteúdo sobre:
acidenteônibusRJ

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.