Ônibus de BH terão letreiros que avisam sobre assaltos

Medida está em fase de testes e foi criada para tentar conter crimes que ocorrem em coletivos

Eduardo Kattah, O Estado de S.Paulo

26 de junho de 2008 | 18h34

Na tentativa de conter a ação de assaltantes e vândalos dentro dos coletivos, uma empresa de ônibus decidiu testar na frota que parte e chega a Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte, um programa que avisa quando o veículo está sendo alvo de criminosos. Em caso de crimes no interior do veículo, um dispositivo é acionado e os letreiros eletrônicos dos ônibus passam a pedir "socorro". No último dia 17, o grupo Rodap - que possui duas empresas e 320 ônibus - estreou um projeto-piloto com 15 coletivos que fazem cinco linhas com percurso em Santa Luzia, Belo Horizonte, Contagem e Nova Lima.  O projeto desenvolvido pela Polícia Militar foi apresentado ao grupo no final do ano passado. Em caso de alguma ocorrência policial no veículo, uma mensagem é exibida no painel eletrônico, que normalmente mostra origem e destino da linha. Estão em teste frases como "Polícia, Assalto, Assalto, Socorro, Assalto, Ligue 190" e "Ônibus sendo depredado. Ligue 190". "A tendência é a empresa adotar o dispositivo nos 320 carros", disse Ronilson Leandro de Souza, gerente operacional da Rodap. Segundo ele, até o momento não ocorreram crimes nos veículos em teste. "A idéia é alertar quem está do lado de fora do carro, que poderá exercer sua cidadania." Na capital mineira, a Empresa de Transporte e Trânsito (BHTrans) estuda medidas de segurança na nova licitação das empresas que irão operar no sistema de transporte coletivo. Além da instalação de câmeras de áudio e vídeo em todos os veículos, prevê um sistema de comunicação sem fio que, acionado, fará uma comunicação direta com os órgãos de segurança pública no caso de crimes no interior do ônibus.  No ano passado, conforme dados da Secretaria de Estado de Defesa Social, foram registrados 212 assaltos a coletivos em Belo Horizonte e 139 na região metropolitana. Se houve diminuição na capital (226 em 2006) na comparação com o ano anterior, na área metropolitana foi registrado um aumento de 32% (105 em 2006).

Tudo o que sabemos sobre:
Belo HorizonteônibusBHTrans

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.