Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Ônibus estão circulando com câmeras de vídeo em Campinas

Quinze ônibus do transporte urbano de Campinas estão circulando com câmeras de vídeo desde oinício desta semana, informou nesta quarta-feira a associação que representa as seis empresas permissionárias da cidade. A meta é que sejam instaladas câmeras em 200 ônibus até o final do próximo mês e em toda a frota, de 834 veículos, ainda este ano.Cada equipamento custa R$ 3,1 mil. De acordo com o diretor de Comunicação da Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Campinas (Transurc), Paulo Barddal, a medida foi tomada para tentar conter o número de assaltos a ônibus na cidade.Em 2002 foram registrados 1.717 assaltos em Campinas, em média 4,7 por dia, conforme levantamento da Transurc. Os prejuízos das empresas com essas ocorrências somaram R$ 90.386,73. Num dos assaltos, na linha entre o centro e o distrito de Sousas, três pessoas foram mortas pelos assaltantes.No levantamento de 2001, foram registrados 2.957 assaltos, em média 8 por dia, e R$ 137.921,55 de prejuízos. Segundo Barddal, as câmeras vão monitorar todo o interior dos ônibus. As empresas VBTU e Morumbi, primeiras a testar a nova medida, estão implantando um laboratório para a leitura e edição das fitas, que deverá estar emoperação nos próximos 10 dias.?A partir da próxima semana, os ônibus da Tuca, Urca, Bortolotto e Rápido Luxo também iniciam a instalação dos equipamentos?, informou Barddal. Ele acrescentou que as imagens serão utilizadas para treinar os funcionários. ?Queremos mostrar as situações que ocorrem no dia-a-dia para corrigir possíveis falhas no atendimento?,disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.