Ônibus invade terminal e mata três pessoas em Miracatu

Um ônibus desgovernado invadiu o terminal rodoviário de passageiros e matou três pessoas que estavam sobre a plataforma de embarque, no final da tarde de sábado, em Miracatu, no Vale do Ribeira, região sul do Estado. O acidente aconteceu quando o motorista manobrava para encostar o ônibus da viação Cidade de Miracatu numa das baias de embarque e desembarque. A empresa é responsável pelo transporte coletivo do município. O motorista alegou que a barra da calça ficou presa no pedal do acelerador. No depoimento à Polícia Civil, ele disse que o ônibus estava em boas condições de dirigibilidade, mas se apavorou quando a calça ficou presa e não conseguiu frear. Uma passageira que estava ao seu lado na hora do acidente disse que o motorista ficou desesperado e, na tentativa de livrar o pé, acelerou o ônibus. O veículo só parou depois de bater na parede do escritório da administração do terminal. Passageiros que aguardavam o embarque foram atropelados. Nelson Lemos Tanaka e sua mulher Marineide, e Loide Maria Coelho Balzan foram prensados contra a parede e não resistiram aos ferimentos. Os corpos foram sepultados domingo no cemitério local. O prefeito Itamar Tavares de Mendonça (PFL) lamentou o acidente e disse que a empresa vai indenizar as famílias. Segundo ele, o motorista é experiente, com quase 30 anos de habilitação. "Foi uma fatalidade."

Agencia Estado,

24 de maio de 2004 | 19h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.