Ônibus lacrado em vistoria

Carta 19.090Não tenho carro e vou à faculdade e ao trabalho de ônibus. O transporte coletivo é tão importante para o bom funcionamento da cidade, mas hoje (10/8) perdi a paciência no ônibus Vila Gilda, pois em apenas 10 minutos os problemas foram muitos. O motorista arrancou e perdi o equilíbrio; ao me sentar, o perigo foi quebrar os dentes no ferro do assento em frente, por causa das freadas bruscas. O chão estava sujo e os pés dos bancos estão enferrujados. A porta batia continuamente, e um senhor, ao dar sinal para descer, esbarrou num parafuso solto e se cortou. Infelizmente isso passou a ser comum nos ônibus, quase sempre superlotados, mas nem sempre percebemos. BEATRIZ BITTENCOURT CapitalA SPTrans responde:"Vistoriamos o veículo no dia 14/8 e o lacramos, porque constatamos defeitos na estrutura da carroceria e problemas mecânicos. O ônibus já voltou a circular, após reparos e uma nova vistoria. Fiscalizamos novamente a linha nos dias 22, 27 e 28/8, e multamos o consórcio por não cumprir a programação estabelecida. As inspeções de frota nas dependências das garagens de empresas e cooperativas são constantes. Quando o veículo compromete a segurança dos usuários e dos operadores, ele fica impedido de operar. Para registrar sugestões ou reclamações a usuária poderá ligar para a Central SPTrans, no telefone 0800-7710118 (ligação gratuita, 24 horas). Com relação ao comportamento do motorista, intensificamos a fiscalização - constatadas irregularidades, o permissionário será multado."Carta 19.091Ambulantes, de novoNa Rua Galatéia, quase esquina com José Bernardo Pinto (Vila Guilherme), perto do Center Norte, há ambulantes que vendem comida em local proibido. A região tem grande fluxo de carros e placas de proibido estacionar, mas ninguém fiscaliza.ERALDO RICO JR. CapitalA Sub Vila Maria responde:"Apreendemos os ambulantes de alimentos do local, que lá se instalam durante eventos no Expo Center Norte. A região é mantida sob vigilância constante."Carta 19.092Vazamento perigosoDiante de minha casa, na Rua Pedro Nogueira, Vila Sta. Rosa, em Jandira (SP), há um vazamento grande. E não se trata de um mero vazamento, pois com a força da água e do esgoto abriu-se uma trinca no meio-fio, que teve um pedaço arrancado. O terreno é em declive, e receio que o esgoto invada a casa. Já reclamei na Sabesp (carta de 25/8) e aviso que só desobstruir a passagem do esgoto não resolve o caso. MARCELLO SOUZA E SILVAJandira/SPA Sabesp responde:"Em 27/8, técnicos desobstruiram a rede coletora de esgoto e sanaram o vazamento. A situação decorre do lançamento de esgoto de imóveis não conectados à nossa rede coletora, jogados indevidamente na sarjeta e na rua. Não temos o poder de autuar esses imóveis; os técnicos orientaram o leitor a contatar a Vigilância Sanitária do município (tel. 4619-8200), já que é papel da instituição notificar os responsáveis pela situação atual."MILTON DE OLIVEIRA - superintendente Unidade de Negócio OesteCarta 19.093Cada vez mais impostosHá mais de 10 anos que o valor dos imóveis não é corrigido nas declarações de Imposto de Renda, mas seu valor venal foi sempre reajustado, para pagamento do IPTU, em todos os municípios do País. É um absurdo ter de pagar cada vez mais impostos para ambos os governos (federal e municipal). Há ações populares contra essas distorções da lei, ou algum projeto de lei contra isso?ANTÔNIO FERNANDEZCapitalA Secretaria Municipal de Finanças responde:"A base de cálculo do IPTU é fixada de acordo com a Lei 10.235 de 16/12/86, como também as alterações que estabelecem os valores unitários de construção e de terreno e os diversos fatores a ser adotados no cálculo, não existindo liberdade para adoção de uma metodologia diferente. O contribuinte poderá consultar a legislação pelo site da Prefeitura (www.prefeitura.sp.gov.br), clicando em Finanças e em Consolidação da Legislação Tributária do Município de São Paulo. Em ref. à legislação do IR, as informações estão fora do escopo de nossa competência, tendo em vista se tratar de legislação de esfera federal."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.