Ônibus mais caro em São Paulo só no dia 28

O aumento de 15% nas tarifas dos ônibus na capital paulista deverá acontecer somente no dia 28, terça-feira da próxima semana. O prefeito Gilberto Kassab (PFL) disse na segunda-feira, 20, que novas planilhas com os custos do sistema serão enviadas à Câmara de Vereadores, que terá então cinco dias úteis para analisar e aprovar a questão. Inicialmente, o prefeito contava com a nova tarifa no sábado, dia 25. Foi o anunciado na última quinta-feira. Mas como a Prefeitura não enviou planilhas completas para a Comissão de Trânsito e Transporte da Câmara, o comunicado acabou sendo rejeitado. A proposta é de elevar a passagem de R$ 2 para R$ 2,30.Já o reajuste na tarifa do metrô depende de análise de planilhas com novas propostas de aumento, que serão apresentadas nesta terça-feira pelo secretário estadual de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, ao governador Cláudio Lembo (PFL). Se o novo valor da tarifa estiver dentro do esperado por Lembo, que pediu estudo com propostas com aspecto social, hoje mesmo poderá ser dada autorização oficial para a elevação do percentual, que deverá levar a passagem dos atuais R$ 2,10 para R$ 2,40.Mas os passageiros já podem se programar para pagar R$ 2 pelo ônibus antes do aumento do dia 28. Isso será possível desde que a recarga do bilhete seja feita até o dia 27. Veja abaixo as principais dúvidas sobre o aumento da passagem.Tire suas dúvidas sobre o aumento da passagemÉ possível pagar R$ 2 pelo ônibus depois do dia 28? Sim. Desde que a recarga do bilhete seja feita até o dia 27. Existe um limite máximo? Cada bilhete único comporta crédito de até R$ 200. Quando o passageiro recarrega o bilhete, ele está comprando um determinado número de tarifas. Ou seja, vai poder usar os R$ 200 da tarifa antiga . Esse valor vale também para quem usa metrô ou trem com o ônibus? Não. O valor para quem vai usar também metrô ou trem anunciado ontem é de R$ 3,30, mas esse valor é provisório. Por que o valor é provisório? Porque só vai valer até o governador Cláudio Lembo anunciar os reajustes oficiais para o metrô e trem. Mas a data do anúncio não está definida. Quanto custa o bilhete único hoje? R$ 2 para uso de até quatro ônibus em 2 horas; R$ 2,10 para uma viagem em metrô ou trem; R$ 3 para uma viagem em metrô ou trem mais até três viagens de ônibus no período de 2 horas. Dá para tentar economizar antes do aumento do metrô? Sim, mas só vale a pena para quem usa só metrô. O atual bilhete unitário de metrô não tem data de validade. Os bilhetes adquiridos antes do aumento poderão ser utilizados normalmente. Confira os últimos reajustes01/07/1994 Tarifa era de R$ 0,5019/06/1995 R$ 0,65 (reajuste de 30%,contra inflação de 32,31%)13/06/1996 R$ 0,80 (reajuste de 23,1%, contra inflação de 20,97%)07/06/1997 R$ 0,90(reajuste de 12,5%, contra inflação de 8,59%)24/01/1998 R$ 1,00(reajuste de 11%, contra inflação de 2,35%)13/01/1999 R$ 1,25(reajuste de 25%, contra deflação de -1,3%) 24/05/2001 R$ 1,40 (reajuste de 12%,contra inflação de 15,43%)12/01/2003 R$ 1,70 (reajuste de 21,43%, contra inflação de 18,41%)05/03/2005 R$ 2,00(reajuste de 17,6%, contra inflação de 17,26%)25/11/2006 R$ 2,30(reajuste de 15%, contra inflação de 4,68%)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.