Ônibus: protesto reúne 500 pessoas

Motoristas e cobradores de ônibus estão em frente ao portão do Palácio das Indústrias, no Parque Dom Pedro, região central da capital. Eles estavam concentrados nas ruas próximas e agora realizam um protesto em frente à sede da Prefeitura de São Paulo. Um carro de som e o presidente do sindicato da categoria, Edivaldo Santiago, estão no local. Segundo o CPTran - Comando de Policiamento de Trânsito -, há cerca de 500 manifestantes na área. Ainda há muitos ônibus estacionados ao longo das principais avenidas da cidade. Na Paulista, os coletivos ocupam a faixa exclusiva, no sentido Paraíso-Consolação, desde a Praça Oswaldo Cruz até a Brigadeiro Luís Antonio. Na Avenida Celso Garcia, sentido bairro-centro, os ônibus permanecem parados na faixa da direita desde a Rua Joli até o Largo da Concórdia. Na 23 de Maio, a situação está complicada no sentido bairro-centro, com a faixa da direita ocupada entre os viadutos Pedroso e Jaceguai, e também na região da Nove de Julho.Apesar disso, o índice de congestionamento em São Paulo baixou e há 95 quilômetros de lentidão na cidade. Às 10 horas, foram registrados 136 quilômetros de engarrafamentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.