Ônibus são depredados em SP mesmo com fim da greve

A greve de ônibus na Capital terminou por determinação da Justiça do Trabalho, porém, os problemas continuam. Hoje pela manhã, segundo informações da São Paulo Transporte (SPTrans), dois ônibus foram depredados, um da empresa Cidade Dutra, na Zona Sul, e outro da empresa Nações Unidas, na Zona Norte da cidade.A SPTrans informou, também, que além dessas depredações, alguns ônibus da Viação São Judas, que atende a Zona Leste da Capital, deixaram de circular por conta de ameaças. De acordo com a assessoria de imprensa da SPTrans, os motoristas dos carros da Viação São Judas foram ameaçados na garagem da companhia por indivíduos que se identificaram como membros do sindicato dos condutores.A secretaria municipal de Transportes informa que os incidentes ocorridos hoje foram fatos isolados e que a situação está sob controle. A secretaria espera, ainda, que a Polícia Militar esteja atenta para esses fatos e garanta a segurança dos cidadãos, motoristas e cobradores de ônibus e que o sindicato da categoria cumpra a determinação do Tribunal Regional do Trabalho.A diretoria do sindicato dos condutores, que está reunida na manhã de hoje para discutir questões relacionadas à categoria, nega que esteja incitando qualquer tipo de violência ou desrespeito à decisão da Justiça do Trabalho, que determinou a volta imediata dos motoristas e cobradores ao trabalho. Os sindicalistas garantem que jamais o sindicato da categoria incitou atos de vandalismo.Prefeita fala às 15hA assessoria da prefeita Marta Suplicy informou que ela dará entrevista às 15h para falar "sobre ações que estão prejudicando prestaçõesde serviços: transporte coletivo e coleta de lixo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.