Ônibus voltam a circular normalmente em Ribeirão Preto

Depois de uma noite e uma madrugada sem circulação pelas ruas, os ônibus urbanos de Ribeirão Preto voltarão às suas rotinas normais na noite desta quinta-feira, 20. Isso ficou definido nesta manhã durante uma reunião realizada na prefeitura, com a participação de representantes das Polícias Civil e Militar, das empresas permissionárias e do sindicato que representa os motoristas e cobradores dos ônibus. A paralisação tinha sido determinada devido ao receio de que outros veículos urbanos fossem queimados em atos criminosos - dois ônibus ficaram totalmente destruídos desde a noite do dia 13.Para evitar novos ataques aos ônibus, a Polícia Militar irá percorrer os corredores das linhas permissionárias durante a noite. Além disso, policiais fardados e à paisana também estarão dentro dos veículos. As garagens das três empresas permissionárias do transporte urbano também receberão uma atenção especial, para evitar atos de vandalismo. As ações criminosas que incendiaram e destruíram dois ônibus em Ribeirão Preto ocorreram à noite. Motoristas e passageiros foram obrigados a saírem antes dos criminosos atearem fogo nos coletivos. Em nenhum dos casos houve prisões."Ficamos convencidos de que teremos a segurança mínima necessária à circulação dos coletivos", disse o presidente do Sindicato dos Empregados em Empresas de Transporte Urbano de Ribeirão Preto, João Henrique Bueno. O coronel Roberto Antonio Diniz, comandante da Polícia Militar na região de Ribeirão Preto, afirmou que a circulação dos ônibus ocorrerá com segurança. "O encontro conseguiu harmonizar todas as áreas em torno de uma ação conjunta", disse o prefeito Welson Gasparini (PSDB). A Guarda Civil Municipal (GCM) também intensificará a proteção ao patrimônio público para prevenir ações criminosas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.