Onze são presos por tentativa de fraude em vestibular de medicina no PR

Suspeitos estavam com celulares e pontos eletrônicos e foram identificados por meio de detector de metal, diz o organizador da prova

30 Janeiro 2012 | 08h58

São Paulo, 30 - Onze pessoas foram detidas neste domingo, 29, suspeitas de tentar fraudar o processo seletivo do vestibular para medicina do Centro Universitário de Maringá (Cesumar), no norte do Paraná.

Segundo o Cesumar, durante a aplicação do primeiro vestibular de Medicina, 11 candidatos estavam com celulares e pontos eletrônicos escondidos na região peitoral, sob a lingerie, fixados ao corpo e nos bolsos das calças. Parte desses candidatos são provenientes dos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

De acordo com a coordenação do processo seletivo, que foi aplicado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), os candidatos foram identificados no início da prova por detectores de metal.

A comissão do vestibular resolveu chamar os candidatos para prestarem esclarecimentos. Depois, os candidatos pegos na fraude foram encaminhados para a 9º Subdivisão Policial de Maringá.

Cerca de 2.400 vestibulandos - de 521 cidades e 21 estados -  participaram do processo seletivo para as 100 vagas do curso de medicina - a concorrência é de 24,21 candidato por vaga. 

Mais conteúdo sobre:
vestibular, fraude

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.