Operação contra fraudes em venda de combustíveis prende três no Rio

Ação fiscalizou 14 postos de gasolina para identificar fraudes nas bombas; três locais foram autuados

Agência Brasil,

23 Março 2012 | 22h21

RIO DE JANEIRO - Policiais da Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados (DDSD) fiscalizaram nesta sexta-feira, 23, em Jacarepaguá, na zona oeste do Rio, 14 postos de gasolina com o objetivo de identificar fraudes nas bombas de combustíveis, nos dispensers de gás natural veicular (GNV) e na qualidade do combustível. A operação denominada Posto Legal foi feita em conjunto com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e concessionárias de prestação de serviços, como de gás, luz e água.

De acordo com o titular da DDSD, delegado Tarcísio Jansen, responsável pela operação, os agentes autuaram três postos de gasolina por furto de energia elétrica e água, além de constatarem adulteração nas bombas de combustíveis. Os estabelecimentos também foram interditados pelos agentes da ANP.

Jansen disse que dois sócios de dois postos de gasolina autuados foram presos em flagrante e um gerente de um terceiro estabelecimento foi detido. Segundo o delegado, "os proprietários responderão pelos crimes de estelionato, por furto de água e energia elétrica e contra a ordem econômica na distribuição de combustível.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.