Operação da Polícia Federal termina com 58 presos em 7 estados

Ação buscava suspeitos de desvios de verbas públicas para compra de remédios por prefeituras

Priscila Trindade, Central de Notícias

16 de maio de 2011 | 18h37

SÃO PAULO - A Polícia Federal prendeu nesta segunda-feira 58 pessoas suspeitas de praticar fraude em licitações, corrupção ativa e passiva, peculato e formação de quadrilha, nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará e Rondônia. Foram cumpridos ainda 70 mandados de busca.

 

Desses, 25 foram detidos no Rio Grande do Sul. Segundo a PF, os investigados atuavam no desvio de verbas públicas federais destinadas pelo governo federal para a compra de medicamentos por prefeituras.

 

Os remédios deveriam se distribuídos entre as populações carentes. Entre os investigados há 33 servidores públicos municipais, sendo que três ainda estão foragidos.

 

Para a operação, denominada Saúde, a Justiça expediu 64 mandados de prisão temporária. A ação contou com a colaboração da Controladoria Geral da União (CGU).

Tudo o que sabemos sobre:
Polícia Federal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.