Agência Brasil
Agência Brasil

Operação das Forças Armadas no RN custou R$ 8,9 milhões

Ao longo de 16 dias, 1.887 homens reforçaram o policiamento ostensivo na Grande Natal depois de ataques

Ricardo Araújo, Especial para O Estado

06 Fevereiro 2017 | 17h17

NATAL - O emprego das Forças Armadas no Rio Grande do Norte após as rebeliões na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, na região metropolitana de Natal, custou R$ 8,9 milhões ao Ministério da Defesa. O valor foi confirmado nesta segunda-feira, 6, pelo titular do Ministério, Raul Jungmann, durante cerimônia de avaliação da operação no Quartel do Exército, na capital. 

Ao longo de 16 dias, 1.887 homens das Forças Armadas reforçaram o policiamento ostensivo na Grande Natal depois de ataques de vandalismo a ônibus, prédios públicos e carros oficiais. As ordens para os ataques saíram de Alcaçuz, onde 26 presos foram mortos durante as rebeliões do mês passado. 

O Ministério da Defesa deverá ter o mesmo custo na Grande Vitória, para onde deslocou tropas federais após a greve da Polícia Militar e uma onda de assassinatos. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.