Operação desarticula quadrilha que fraudou R$ 150 milhões de CNH na PB

Operação do Ministério Público e polícia prendeu 15 pessoas, incluindo donos de autoescolas e psicólogos

Ricardo Valota, Central de Notícias

06 de maio de 2011 | 06h24

SÃO PAULO - Quinze pessoas foram detidas na quinta-feira, 5, acusadas de integrar uma quadrilha que pode ter movimentado cerca de R$ 150 milhões em fraudes na emissão de Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) no Estado da Paraíba.

 

A "Operação Medusa" contou com um efetivo de 200 policiais, auxiliados por membros do Ministério Público Estadual (MPE).

Entre os 15 detidos, há cinco donos de autoescolas e dois psicólogos do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

 

As fraudes ocorriam nas cidades de Campina Grande, Alhandra, Umbuzeiro, Sousa e Taperoá e tinham a participação também de despachantes. As carteiras emitidas de forma irregular eram vendidas em média por R$ 1,5 mil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.